domingo, 8 de março de 2009

No Dia da Mulher

Não cortem rosas para nos dar.
Não as tirem de onde nasceram, para nos homenagear com flores arrancadas, morrendo de sede em papel celofane.
Deixem-nas ali e passem pelo jardim, com atenção, para admirá-las.
Aprendam a compreender seu perfume sutil.
Não é perfume de tirar do frasco e exibir em salões.
É perfume a ser acompanhado em seus ciclos.
Observem o broto, o cair das pétalas.
Celebrem com alegria o perfume vivo das rosas.
Aprendam com as diferenças delicadas de suas cores.
Respeitem. Compartilhem.
Compreendam-nas como as coisas amadas querem ser compreendidas.
Assim se homenageia o que se ama:
com a Vida.

(09.03.2009)

2 comentários:

Paula R. disse...

O blog paradíssimo de diálogos é: www.orelhaepe.blogspot.com

Priscila Valdes disse...

Concordo! =)